ARTIGOS

Doação de sangue: Requisitos e vantagens

O processo de doar sangue é fácil, rápido e seguro. De um modo geral, o dador deve ser um indivíduo saudável, com bons hábitos e comportamentos de vida, não deve sofrer de doenças que coloquem em risco a sua saúde, nem a saúde de quem vai receber a doação feita.

A falta do estoque de sangue em um hospital pode levar ao cancelamento de cirurgias e de procedimentos. Um exemplo é o paciente que faz quimioterapia, já que, caso não receba o suporte de transfusão, poderá não resistir ao tratamento. O dador deve formalizar o seu consentimento para a dádiva por escrito e deve responder com verdade, consciência e responsabilidade às questões que lhe são colocadas tendo em vista a proteção da sua saúde e do receptor/doente, preservando a qualidade e segurança do componente doado.

Uma pergunta que a maioria das pessoas fazem é: Quantas vezes posso doar sangue? A doação de sangue pode ser feita de quatro em quatro meses pelas mulheres e de três em três meses pelos homens.

Existem muitos mitos sobre a doação de sangue, porém grande parte da informação negativa sobre a dádiva de sangue está relacionada com mitos, medos ou receios que são transmitidos por pessoas que, na maioria dos casos, nunca doaram sangue.

Deixe uma resposta

Fechar Menu

Preencha com seu e-mail e leia o conteúdo completo.